Covid-19 deixa Ensino Superior em Viana e Barcelos de “molho”

0

O surto de Covid-19 está a motivar, desde a semana passada, o encerramento ou o condicionamento do acesso a várias instituições de Ensino Superior em Barcelos e Viana do Castelo por prevenção ou devido a casos suspeitos e confirmados. Mas também Braga, Guimarães e Famalicão são afetados.

Eis uma lista de serviços e espaços encerrados ou com acesso condicionado conforme os anúncios públicos feitos até ao início da noite de ontem:

– O Instituto Politécnico de Viana do Castelo suspendeu a edição 2020 do evento Cimeira IPVC e adiou a feira do emprego, que decorria em simultâneo, no dia 18, e que previa a participação de mais de 10 mil visitantes.

– O Instituto Politécnico do Cávado e do Ave suspendeu até 20 de março toda a atividade letiva presencial, que no campus em Barcelos, que nos polos de Braga, Famalicão e Guimarães.

– Cerca de 90 estudantes da Universidade do Minho estão em quarentena profilática voluntária nas residências da academia em Braga, por terem estado em contacto com um aluno infetado com o novo coronavírus.

– A Universidade do Minho decretou a suspensão das atividades letivas presenciais em todos os polos, tanto em Braga como em Guimarães, depois de um aluno ter sido infetado. Os estudantes das residências Carlos Lloyd Braga e Santa Tecla “devem manter-se em quarentena profilática”, sendo-lhes asseguradas as condições necessárias à sua permanência nas residências, como alimentação, cuidados de saúde e higiene.

– A Universidade Católica Portuguesa suspende as aulas presenciais a partir de quarta-feira, e durante duas semanas, no centro regional de Braga.

 – A Cooperativa de Ensino Superior Politécnico e Universitário (CESPU) suspendeu todas as aulas nos seus estabelecimentos de ensino e encerrou a maior parte dos espaços, de forma preventiva.

– O Instituto de Estudos Superiores de Fafe fechou na segunda-feira as instalações e suspendeu atividades presenciais pelo menos por duas semanas, por razões preventivas, numa medida que abrange 900 alunos.

– A Universidade Lusíada-Norte anunciou na segunda-feira que vai suspender até sexta-feira as aulas e o atendimento ao público no campus de Famalicão.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui