Barcelos: Etnia cigana barcelense já tem mediadores municipais

AvatarRedação , 7 de dezembro, 2021

Centro Social da Paroquia de Arcozelo

O Município de Barcelos assinou hoje contratos de trabalho com dois mediadores para a etnia cigana do concelho.

«Mais um passo no sentido da concretização das políticas de inclusão e de igualdade, visando comunidades desfavorecidas», referiu autarquia em nota de imprensa.

O vereador António Ribeiro esteve presente no ato, assim como o padre Gil, do Centro Social da paróquia de Arcozelo, e António Miranda, do Centro Social Abel Varzim.

«A disponibilidade e vontade do Município em implementar e apoiar políticas que combatam a segregação, promovam a inclusão e atenuem as desigualdades. O principal objetivo deste projeto visa a inclusão social, através de atividades de mediação e sensibilização intercultural, bem como garantir um serviço de mediação capacitado para atuar na relação entre cidadãos e profissionais de diferentes entidades, nomeadamente facilitando o acesso aos serviços e prevenindo possíveis situações de conflitualidade», disse o vereador.

«Pretende-se também criar redes e espaços de diálogo e de relação, promovendo respostas adequadas e a construção de pontes entre a sociedade em geral e a comunidade cigana. De igual modo, visa facilitar processos de mobilidade ascendente das comunidades ciganas nas áreas da Habitação, Educação e Formação, Emprego e Cidadania», acresentou.


Também pode gostar