Benjamim Pereira acusa MS de estar a lesar as populações

AvatarRedação , 11 de abril, 2020

Benjamim Pereira 1

O presidente da Câmara de Esposende acusou hoje o Ministério da Saúde (MS) de estar estar a lesar as populações. Benjamim Pereira lançou críticas duras ao MS depois der ter tido, segundo este, a confirmação de que a ausência de dados relativos ao concelho por parte do ACES Cávado III Barcelos / Esposende se devia ao «uma orientação do Ministério da Saúde».

«Os municípios têm sido inexcedíveis no apoio às populações e parceiros leais da autoridade de saúde. Esta proibição de conceder informação às autarquias, esquecendo o papel fundamental e correspondentes responsabilidades que lhes estão destinadas enquanto autoridades de Proteção Civil, é simplesmente inaceitável e altamente lesivo das populações», destaca Benjamim Pereira .

Para o presidente da Câmara de Esposende, esta é «uma decisão errada».

«Um excesso de zelo que terá que ser imediatamente corrigido, sob pena de criar desconfiança na população, precisamente quando mais precisamos de todos», frisou.

Os serviços de proteção civil da Câmara de Esposende vinham desde o dia 22 de março, dia em que surgiu o primeiro caso no concelho (ver aqui), a divulgar diariamente os casos no município com recurso a fontes do ACES.

«Hoje, pela primeira vez, não nos foram fornecidos esses dados, apesar de ter havido hoje uma reunião do Presidente da CIM Cávado, organismo ao qual pertencemos, com o senhor secretário de Estado da Mobilidade, Eduardo Pinheiro, durante a qual foi manifestado total espírito de colaboração com as autarquias e prometido total acesso aos dados das autoridades, nomeadamente da saúde», denuncia o edil, que desta forma viu a tutela fazer precisamente o contrário. 

«Seria útil que os membros do Governo se organizassem, para bem do serviço à população», apontou Benjamim Pereira.


Também pode gostar