Esposende: BE não esquece 'pântano burocrático' em Fonte Boa, Rio Tinto e Gemeses

AvatarPedro Gomes , 2 de janeiro, 2022

WhatsApp Image 2022 01 02 at 01.32.23

O núcleo do BE de Esposende deixou uma mensagem para o ano de 2022. Nessa mesma mensagem, o partido afirma que não foi o ano que se esperava devido à pandemia e ao tardar do regresso à vida «normal». 

«Estamos cientes que 2021 foi um ano que ficou por concretizar, e que muitas das esperanças que todos encerramos nele ficaram aquém do esperado, não sendo a retoma a uma vida normal que todos desejamos e que toda a nossa sociedade merece. 2022 terá de ser um outro ano, teremos de buscar novas forças para os desafios, e as exigências, que se irão colocar nos próximos meses», pode ler-se no comunicado do partido. 

O partido não esqueceu o «pântano burocrático» nas junta de freguesias de Fonte Boa e Rio Tinto, assim como é Gemeses, naquele que é um processo que ainda não está fechado. 

«No nosso concelho, o final de ano trouxe o pântano burocrático decorrente das eleições legislativas, quer na JUF de Fonte Boa e Rio Tinto, como na Junta de Gemeses num processo que decorre, e decorrerá, com muitas informações, desinformações,  contrainformações e dúvidas, que exemplifica aquilo que não queremos para a nossa comunidade e aquilo que queremos conquistar em Esposende: clarividência, seriedade e debate democrático», afirma. 

Por fim, o núcleo do BE de Esposende aponta para as legislativas deste mês, onde o objetivo passa por «lutar pela ampliação da representação do Bloco no nosso distrito, garantindo assim a continuação das lutas que até hoje travamos, quer ao nível da dignificação do trabalho, da implementação das políticas ambientais e a valorização do serviço nacional de saúde». 


Também pode gostar