Esposende: Foram para o jogo ilegal e correu mal

AvatarRedação , 13 de março, 2022

GNR Braga Apreensao 7

Uma operação da GNR de Barcelos levou à detenção de vários indivíduos e à apreensão de máquinas de jogo ilegal em Esposende, Barcelos e Famalicão.

Segundo o comando de Braga da GNR, foram apreendidas quatro máquinas de jogo ilegal e constituidos arguidos dois homens de 38 e 50 anos e três mulheres de 32, 44, 52 anos por exploração de jogo ilegal.

No decorrer de uma operação de fiscalização de combate à exploração de jogo ilegal, os militares da Guarda fiscalizaram cinco estabelecimentos de restauração e bebidas, tendo sido detetados equipamentos destinados à exploração ilícita de jogo e que estavam em funcionamento num local de acesso fácil ao público.

Esta operação culminou na apreensão do seguinte material de quatro máquinas de jogo ilegal, um computador destinado a apostas online, um tablet, uma roleta e 136,5 euros em numerário.

Os cinco suspeitos foram constituídos arguidos, e os factos foram comunicados aos Tribunais Judiciais de Esposende, Barcelos e Vila Nova de Famalicão.

Esta operação contou com a colaboração do Serviço de Regulação e Inspeção de Jogos (SRIJ).

«A GNR relembra que a dependência no jogo é reconhecida como uma patologia, sendo necessário estar alerta aos sinais que revelem a adição do jogador, pois é comum que aqueles que sofrem desta perturbação ponham em risco o seu trabalho e contraiam dívidas, acabando por inviabilizar a sua interação com a sociedade e adotar um comportamento autodestrutivo», disse a GNR, acrescentando que «é por este motivo, fundamental, uma fiscalização contínua e presente neste âmbito, de forma a sinalizar as pessoas com esta dependência, e reprimir quem utiliza e explora, de forma descontrolada e dissimulada, este tipo de equipamentos ou promove jogos de fortuna ou azar».


Também pode gostar