Esposende: Novas eleições à vista em Fonte Boa e Rio Tinto

AvatarPedro Gomes , 6 de dezembro, 2021

Esposende CM 1 FocusFillWzczNiw0MTQsInkiLDBd

Novo capítulo no imbróglio de Fonte Boa e Rio Tinto. Ainda sem acordo desde as autárquicas que decorreram há quase três meses (26 de setembro), a União de Freguesia de Fonte Boa e Rio Tinto vai a eleições num futuro próximo. 

PS e CDS renunciaram ao mandato depois não se entenderem com o PSD e, por isso, seguem-se novas eleições.

O PS publicou mesmo no seu Facebook uma nota, onde se pode ler que «todos os membros da lista do Partido Socialista candidata à Assembleia de Freguesia de Fonte Boa e Rio Tinto apresentaram renúncia ao lugar de membros daquela Assembleia de Freguesia, em protesto contra o comportamento antidemocrático, prepotente, autoritário e negacionista do presidente da Junta de Freguesia»

Em declarações ao E24, Tito Evangelista e Sá, Presidente da Comissão Administrativa do PS em Esposende, foi arrasador quanto à postura e forma de liderança do presidente eleito, Carlos Escrivães, afirmando que o mesmo não tem condições para liderar. 

«É uma pessoa mal educada e que tentou levar as coisas para a frente de forma ilegal. Teve uma atitude antidemocrática», referiu de forma arrasadora.

Recordamos que a União de Freguesias estava com um governo provisório liderado por Vítor Fernando Martins e José Joaquim Dias, ambos vogais do executivo anterior, que se mantiveram em funções, depois do despacho assinado pelo presidente eleito, Carlos Escrivães. 

 


Também pode gostar