Braga reforça meios de vigilância e intervenção contra fogos florestais

AvatarRedação , 3 de junho, 2022

CMB02062022SERGIOFREITAS002151388932

O Município de Braga apresentou o Dispositivo Municipal de Vigilância e primeira Intervenção contra fogos florestais. A autarquia aposta no reforço de meios operacionais e materiais para aumentar a eficácia na vigilância e combate, mas adverte que «a prevenção tem de ser um esforço de todos».

Este dispositivo é constituído por equipas da Protecção Civil Municipal, Polícia Municipal, GNR, PSP, RC6, Bombeiros Sapadores, Bombeiros Voluntários, Sapadores Florestais e Unidades Locais de Protecção Civil do Concelho.

Os objetivos passam por efetuar uma vigilância florestal com o intuito de detectar incêndios de forma precoce, possibilitando uma rápida intervenção, e funcionar como meio dissuasor.

De acordo com Ricardo Rio, presidente da Câmara de Braga, a articulação existente entre as diversas entidades que compõem este dispositivo, que ao longo de todo o ano trabalham em todo o território para minorar os riscos e terem a capacidade de dar uma resposta rápida e eficaz em caso de incêndio.

“Temos efectuado nos últimos anos um investimento considerável na dotação e manutenção de meios. Nunca teremos condições para dizer que estamos totalmente inumes a qualquer tipo de risco, mas podemos garantir aos bracarenses que tudo estamos a fazer para, no limiar do controlável, estarmos o mais preparados possível para fazer face às circunstâncias que vamos enfrentar”, disse.

O autarca lembrou ainda que a prevenção dos fogos florestais é uma responsabilidade que se alarga a todos os cidadãos. “Este é um esforço colectivo e os cidadãos são os primeiros a poderem contribuir para o mesmo através da adopção de comportamentos responsáveis e vigilantes”, afirmou.

Nesse sentido, relembre-se que o Município disponibiliza gratuitamente a utilização de biotrituradores para a eliminação de sobrantes agrícolas, florestais e de jardinagem, reduzindo assim o número de incêndios provocados pelo descontrolo de queimas. Para aceder a este serviço pode contactar a Divisão Municipal da Protecção Civil, através do telefone 253 61 60 60.

 


Também pode gostar