Já estão no mercado 14 projetos incubados na Start Esposende

AvatarRedação , 29 de setembro, 2021

start Esposende 2 3

Bastaram 16 meses para 14 dos 36 projetos incubados na Start Esposende "ganharem asas" rumo ao mercado.

Os dados são revelados por uma das mais dinâmicas incubadoras de ideias da região, mais conhecida por ser um "ninho" de nómadas digitais que por ali fazem vida e trabalho.

A pandemia não travou a Start Esposende e os empreendedores foram resilientes dando uma dinâmica muito própria à identidade ser "Start", que, e olhando aos dados, começa a ser pequena para tanta dimensão. Não acredita?

Então vamos a números. Fomos procurar dados e encontramos, à data, a incubadora apresenta uma taxa de ocupação superior a 85% e até já há quem faça fila de espera, pois «muitos dos projetos estão ainda em incubação virtual e que, apesar de não estarem fisicamente nas instalações da Start Esposende, têm acesso a todos os serviços», confirmam os responsáveis da incubadora.

Mas há mais neste entra e sai do mundo digital a fervilhar em Esposende. Por exemplo, atualmente, na fase de pré-incubação e com o objetivo de assegurar que entram na fase de Incubação com um plano de negócios suficientemente desenvolvido que permita o seu lançamento no mercado, estão 10 projetos. Na fase de incubação estão 12 a dar os seus primeiros passos no mercado. A fase de desenvolvimento que se destina a empresas que completem a etapa de Incubação, empresas com mais de 24 meses e spinoffs de empresas maduras, com os propósitos centrais de assegurar a sua sobrevivência e crescimento e instalação no concelho de Esposende, estão duas empresas.

«As ideias acompanhadas são multissetoriais estando a ser apoiados projetos que visam tornar os negócios mais digitais com estratégias de comunicação e marketing alinhadas e com recursos a ferramentas e softwares desenhados à medida que permitem produzir com maior eficácia e eficiência e ideias da área industrial com maior presença da área têxtil e cosmética», dão nota os responsáveis desta incubadora.

Depois há outro eixo a ser trabalhado na Start Esposende, «uma prioridade», dizem-nos, referindo que área da sustentabilidade e da economia circular, ao qual se junta o turismo de natureza, estão também a ser trabalhadas pelos projetos incubados na Start Esposende. Qual o segredo? Simples, o alinhamento entre o elemento natureza, sempre presente em Esposende, com a vida quotidiana dos seus habitantes.

«Não devendo o desenvolvimento económico envolver nunca o prejuízo do meio ambiente envolvente em Esposende que rejeita qualquer tipo de atividade poluente que coloque em risco a qualidade ambiental do concelho. A gestão de investimento e o desporto são também abraçados pelos empreendedores instalados nesta incubadora. Muitas outras áreas estão a ser desenvolvidas assegurando-se que, a curto prazo, vários são os novos projetos que abrirão portas em Esposende», destacam, abrindo o apetite dos "nómadas". 

Entre os números da Start Esposende, há ainda a realçar que são já 78 os empreendedores estrangeiros candidatos a implementar os seus negócios em Esposende, ao abrigo do StartUP Visa, vindos de países como Brasil, Irão, Federação Russa, Turquia, Líbano, Índia e Ucrânia e que trazem, na maioria, projetos da área tecnológica mas também projetos industriais e associados à energia e ao agroalimentar.

De acordo com Benjamim Pereira, presidente da Câmara de Esposende, «a Start Esposende marcou o arranque de um novo ciclo de apoio prestado pelo Município de Esposende, no âmbito do desenvolvimento económico do nosso concelho».

«Um projeto inovador que acompanha a realidade das atuais exigências dos empreendedores e dos empresários, ao mesmo tempo que se assume, como uma agência de investimento, capaz de atrair novos projetos empresariais, geradores de riqueza e emprego tendo já acompanhado investimentos empresariais de 10 milhões de euros», destacou o edil de Esposende.


Também pode gostar