"Portal da Queixa" recebeu 12559 reclamações até novembro

AvatarRedação , 27 de novembro, 2020

primage 43942

Em dia de Black Friday, e numa altura em que as compras online dominam a forma de consumo dos portugueses, o "Portal da Queixa" revela o volume de reclamações geradas pelo comércio eletrónico desde o início do ano.

Desde 1 de janeiro de 2020, ao "Portal da Queixa" chegaram 12559 reclamações relacionadas com compras online, um crescimento de 155% face ao período homólogo, onde foram registadas apenas 4924.

Os consumidores estão a apresentar uma média de 39 queixas por dia.

Black Friday mais digital do sempre

A previsão é que esta Black Friday seja a mais digital de sempre. Segundo um estudo realizado pela Worten, durante esta Black Friday, quase 40% dos portugueses admite comprar exclusivamente online e 84% dos consumidores mantém a expectativa de poder aproveitar as campanhas promocionais. Em 2019, 23% das queixas relacionadas com a Black Friday estavam relacionada com Burlas.

Atento a esta realidade, o "Portal da Queixa", enquanto comunidade online de consumidores e marcas, entendeu ter o dever de contribuir para o aumento da literacia digital dos consumidores em Portugal, com o propósito de mitigar ao máximo os casos de burla e fraude.

Assim nasce a campanha #NãoSejasPato que conta com a participação do OLX, MB Way, Worten, CTT, KuantoKusta e euPago.

Com esta iniciativa - que é um movimento cívico nacional - pretende-se ajudar os consumidores portugueses a identificarem os perigos online para poderem efetuar as suas compras em maior segurança, sabendo como evitar as burlas e os esquemas enganosos.

«O aumento da procura através dos canais digitais, por parte dos consumidores portugueses, é uma tendência que veio para ficar, criando pressão sobre as marcas ao exigirem a digitalização da grande maioria dos seus serviços. Esta nova realidade, veio potenciar os perigos que se escondem nas compras online. Para combater este problema, lançámos, recentemente, um movimento cívico nacional - #NãoSejasPato - que conta a participação do OLX, MB WAY, Worten, CTT, KuantoKusta e euPago, e que tem como objetivo aumentar a literacia digital junto dos consumidores portugueses, educando a sociedade de consumo para não cair em esquemas de fraude e burlas online», revela Pedro Lourenço, CEO & Founder do Portal da Queixa e da Consumers Trust.

A SIBS (MB WAY) partilha da opinião de que, só um movimento conjunto, entre várias entidades, poderá promover a literacia digital e financeira junto dos cidadãos.

«Na SIBS é nosso propósito contribuir de forma consistente para a digitalização da economia e da sociedade, através de serviços e soluções inovadoras que facilitem o dia a dia dos portugueses. É com um enorme sentido de missão que nos associamos a esta iniciativa e, uma vez mais, ao Portal da Queixa, porque só através de um esforço coletivo entre várias entidades será possível promover a literacia digital e financeira junto de todos os cidadãos, sobretudo dos que têm mais dificuldade no acesso a esta informação», sublinha Joaquim Correia, Diretor de Marca e Comunicação da SIBS.

 


Também pode gostar