Porto de Viana acolhe fábrica de energia das ondas

AvatarRedação , 4 de fevereiro, 2021

VIANA DO CASTELO

É um projeto que envolve um investimento total de cerca de 16 milhões de euros. O porto de Viana do Castelo vai acolher um centro de Investigação e Desenvolvimento (I&D) dedicado ao estudo e fabrico de componentes de conversores de energia das ondas.

Este centro integra o projeto HiWave-5, que acaba de garantir um financiamento de 7,3 milhões de euros, por parte da União Europeia.

 A iniciativa do promotor sueco CorPower Ocean AB pretende atrair financiamento de projetos de energia renovável convencional para setor da energia das ondas.

«O Porto de Viana do Castelo alberga o edifício de investigação e desenvolvimento que se vai dedicar ao fabrico, montagem final, manutenção e reparação dos conversores de energia das ondas que serão instalados ao largo da Aguçadoura. Para esta fase do projeto de demonstração está previsto um investimento total de cerca de 16 milhões de euros», lê-se na nota de imprensa.

 «É com imensa satisfação que acolhemos este projeto e que colocamos os nossos portos na vanguarda da sustentabilidade e da descarbonização. Pretendemos, com isto, poder servir de exemplo aos restantes portos europeus, de modo a facilitar a implementação de energia limpa a larga escala», explica Nuno Araújo, presidente da Administração dos Portos do Douro, Leixões e Viana do Castelo (APDL).

O edifício de I&D encontra-se na fase final de acabamentos e prevê-se que se encontre totalmente operacional durante o próximo mês de março.

 


Também pode gostar