Viana: Centro de formação do IEFP em Alvarães para reforçar cluster automóvel

AvatarNuno Cerqueira, 28 de julho, 2021

IMG 0262

O sector automóvel em Viana do Castelo continua em forte expansão. Para além de querer ser o sector neutro na produção de carbono, aumentar os quadros superiores, atrair maior investimento empresarial, Viana prepara-se agora para ter um centro de formação profissional do IEFP para reforçar mão de obra especializada.

O assunto foi abordado hoje nas instalações do Hotel Flor do Sal, em Viana do Castelo, em mais uma iniciativa "Glocal - Pensar Global Agir Local", desta feita centrada no cluster do ramo da indústria automóvel.

E aqui Viana de Castelo está a jogar em casa, posicionando-se como líder e com um crescimento imparável nos últimos anos. Disso mesmo deu conta o presidente da Câmara de Viana do Castelo, José Maria Costa, que encerrou o painel debate, dando nota do impacto positivo que gera a nível económico e social, conduzindo à fixação de mão-de-obra altamente qualificada no território vianense.

 

Ver esta publicação no Instagram

Uma publicação partilhada por E24 (@e24.pt)

«Isto deve-se aos empresários. Ao papel importante na fidelização, talento e capacidade da mão-de-obra. Deve-se também ao trabalho dos autarcas na criação parques empresariais modernos, novas ligações viárias e localização geográfica», disse o edil de Viana do Castelo. José Maria Costa lembrou ainda a "boa nova": a criação do um centro de formação do IEFP em Alvarães.

«Temos tido apoio da AICEP, IAPMEI e CCDRN, mas é igualmente importante a articulação com as nossa instituições de formação, universidades e politécnicos. Nesse sentido orgulho-me em destacar um acordo com o IEFP, onde avançaremos para a construção de um centro de formação profissional em Alvarães que vai dar resposta a projetos e criar mão-de-obra especializada e fundamental para o ramo da indústria automóvel. Um centro em parceira não só com o IEPF, mas também as nossas escolas e o IPVC», frisou.

O autarca de Viana do Castelo deu conta ainda ao painel, onde estiveram importantes figuras do Governo, como o secretário de Estado Adjunto da Economia, João Neves, e o líder da CCDRN, António Cunha, que espera que esse centro de formação tenha apoio financeiro via PRR ou CCDRN.

José Maria Costa lembrou ainda que o crescimento do cluster automóvel no concelho é para continuar, dando conta de que há «um ambiente favorável para a instalação de mais empresas» de um sector que já representa só em Viana do Castelo 2300 postos de trabalho.

«Triplicamos nos últimos anos o volume de investimento da indústria automóvel nesta região contribuindo fortemente paras as exportações», disse, lembrando uma mão-de-obra do sector 17% de quadros superiores.

«Isto também significa a fixação de jovens», disse, lembrando ainda o desafio de 2027 em ter Viana do Castelo em sinal "neutro" nas emissões de carbono. 


Também pode gostar