DGRM e APA visitam intervenções em Âncora e estudam evolução do porto

AvatarRedação , 26 de janeiro, 2022

DGRM VPAncora 1 1

A Direção-Geral de Recursos Naturais, Segurança e Serviços Marítimos (DGRM) e a Agência Portuguesa do Ambiente (APA), em conjunto com o Presidente da Camara de Caminha e a Associação de Pescadores de Vila Praia de Âncora, realizaram hoje uma visita técnica às recentes intervenções no porto de Vila Praia de Âncora, executadas com base numa parceria entre a DGRM e a APA.

Foram dragados cerca de 100 mil metros cúbicos de sedimentos do interior e do canal de entrada do porto, os quais foram bombeados por tubagem dedicada para a alimentação artificial do cordão dunar da Duna dos Caldeirões.

A intervenção em causa resultou num investimento de 1.722.000 euros, financiado pelo POSEUR - Programa Operacional Sustentabilidade e Eficiência no Uso de Recursos, com a DGRM a suportar a componente nacional (455.829 euros), tendo resultado numa melhoria global das cotas de serviço do porto.

«A visita técnica serviu também para debater o estudo de evolução do porto que está em curso. Está-se a estudar a reconfiguração do porto de Vila Praia Âncora, com o objetivo de minimizar as condições de assoreamento a que está sujeito e reduzir substancialmente as necessidades de dragagem de manutenção, e, sobretudo, melhorar as condições de segurança para as embarcações no acesso ao porto», confirmou a este jornal a DGRM.

A equipa que está a realizar o estudo ouviu e debateu os problemas existentes com os pescadores de Vila Praia de Âncora, no sentido de compreender melhor as suas preocupações e as suas necessidades.

«A experiência e os conhecimentos de quem utiliza o porto todos os dias são fundamentais para enriquecer o estudo e se desenhar uma solução adequada para o futuro», acrescentam.

Do estudo deverá resultar o desenho de um novo layout do porto, já com as correções necessárias, com vista a se proceder à respetiva avaliação de impacte ambiental e depois à concretização das intervenções conjuntas DGRM/APA nos molhes de proteção.

Para acautelar as necessidades de dragagens que, entretanto, se verifiquem, a DGRM tem já adjudicadas dragagens para o porto de Vila Praia de Âncora até ao final de 2023, através de um contrato plurianual de dragagens para os portos do Norte, que serão instanciadas em função das necessidades.


Também pode gostar