«Rui Rio quer ser vice de António Costa», diz Manuel Monteiro

AvatarRedação , 8 de janeiro, 2022

IMG 0439

Manuel Monteiro fez ontem em Braga uma espécie de reentré política ao aparecer, e manifestar total apoio, ao lado do candidato e cabeça de lista do CDS-PP pelo distrito de Braga. O antigo líder do CDS-PP criticou António Costa e Rui Rio. Um por pedir aquilo que negou aos portugueses ema 2015 e outro por quer ser vice de Costa.

Mas vamos por partes. Perante um auditório cheio, o antigo líder do CDS-PP quis dar o apoio público à candidatura do partido às próximas eleições legislativas pelo círculo de Braga e disse que vai estar ao lado de Areia de Carvalho na campanha.

«Durante a campanha estarei disponível para percorrer o distrito de Braga, um, dois, três, quatro, os dias que forem necessários, porque a partir de Braga podemos dar um sinal a Portugal e aos portugueses de coragem, resistência, firmeza e sentido patriótico que sempre nos uniu e sempre nos continuará a conduzir», sublinhou.

Passados 24 anos da última aparição na campanha para as eleições autárquicas em 1997, Manuel Monteiro deu nota que o voto no CDS-PP será sempre o voto útil.

«Os dirigentes políticos que geriram o país cometeram erros de políticas públicas, mas o problema de Portugal está em opções estruturais erradas que há décadas têm sido seguidas no país. É por isso que o CDS não tem medo, mesmo que sozinhos, de dizer "que não vamos por aí"», frisou. Manuel Monteiro destacou que o voto no CDS-PP será voto útil.

«Se soubermos consciencializar cada eleitor da necessidade do voto útil, estou convicto, apesar de todos os problemas que possam existir, comuns nas família,que o CDS-PP pode ter um resultado eleitoral que surpreenda o país», destacou.

O ex-lider do CDS-PP explicou ainda que «António Costa está a pedir aos portugueses aquilo que negou aos portugueses em 2015».

«Alguém tem que lhe dizer isso e tenho esperança que o líder do CDS-PP diga-lhe isso nos debates. António Costa está dizer que Portugal precisa de uma maioria estável, quando foi ele que deu em 2015 um pontapé nessa maioria, que não era absoluta, mas foi aquela que os eleitores escolheram. Ora, António Costa não pode merecer a confiança dos portugueses, pois pede algo agora que não quis», apontou.

Já sobre o PSD, Monteiro disse que é o líder mais esquerda que os sociais democraras têm desde 1974.

«Podia ter escolhido o caminho de Sá Carneiro mas não quis, podia seguir os eleitorado de Cavaco, ou até ser o continuador de Passos Coelho, mas não o quis. Ele livre de seguir o caminho que vem o entender, mas este PSD é contra o próprio PSD. O que significa que, por incrível que possa parecer, o centro da decisão é o CSD-PP. Pois só o CDS-PP pode evitar Rui Rio de correr para os braços de António Costa, pois Rio sempre quis ser o vice de António Costa», apontou Manuel Monteiro, apelando ao voto do CDS-PP.


Também pode gostar