Barcelos: Confraria "O Galo de Barcelos" quer criar sala de abate de aves

AvatarPedro Gomes , 18 de outubro, 2021

abate aves 1

A confraria "O Galo de Barcelos" quer criar uma sala de abate de aves no concelho de Barcelos. Em declarações a este jornal, no âmbito do 4º capítulo da confraria que vai decorrer a 23 de outubro, Elsa Machado, da comissão organizadora, referiu «a sala proposta serve para preparação da carne para consumo humano em pequena escala».

«É diferente de um matadouro. Uma sala é um local onde se abatem as aves, dedicado exclusivamente a essa operação e a sua preparação para consumo humano em pequena escalas. Diferente de um matadouro por ser mais simples, por aplicação de um regime especial de flexibilidade que existe na legislação supramencionada. Como tal, também tem limites que um matadouro não tem», destacou.

Elsa Machado frisou ainda a importância da sala pela proteção do animal.

«A autorização do abate de animais, não pode, em momento algum, comprometer o respeito pelas regras aplicáveis que garantam a saúde pública e a proteção animal, nomeadamente, as relativas ao bem-estar dos animais durante o abate», deu nota a este jornal. 

Já sobre o evento, Elsa Machado destacou que o objetivo é divulgar a imagem do galo gastronómico, onde também irá ser apresentado a certificação do "Galo Gastronómico da Confraria", assim como uma série de projetos que a confraria quer levar avante.

Este evento terá inicio às 09h00 da manhã, no campo 5 de Outubro. De seguida, dar-se-á o desfile de todos os confrades e confreiras, quer da Confraria "da casa", assim como todas as confrarias convidadas a nível nacional, em direção ao auditório dos Paços do Concelho.

Depois disto, destaque para a curta metragem chamada "Não Sou uma Lenda", que é da autoria do realizador barcelense Carlos Araújo, promovendo assim a Confraria. No final da cerimónia, haverá direito a foto de grupo, assim como o almoço na Quinta do Balão, em Moure. 

 


Também pode gostar