×
D-IMO-BANNER.jpg

Barcelos: Futuro edifício da Escola Superior de Design vai entrar em obras

Redação - 27 de fevereiro, 2021

A Câmara de Barcelos anunciou a adjudicação das obras de requalificação do edifício da antiga Escola Gonçalo Pereira, no centro da cidade, tendo em vista a instalação da Escola Superior de Design (ESD) do IPCA.

«Trata-se de um projeto que deu os primeiros passos em 2015, quando foi assinado um contrato de comodato entre o Município de Barcelos e o IPCA, e que vai agora ser concretizado, permitindo cumprir um sonho antigo das duas entidades», referiu a presidente do IPCA.

Maria José Fernandes frisa que «o objetivo é não só dar melhores condições de funcionamento à ESD, mas também estabelecer uma relação estreita entre a escola e a cidade».

Recordando as palavras de João Carvalho, antigo presidente do IPCA, na ocasião da assinatura do contrato de comodato com o Município, Maria José Fernandes considerou que «a transferência da ESD para a antiga Escola Gonçalo Pereira será uma vitória dos barcelenses, pois irá dar um contributo decisivo para a dinamização do centro histórico da cidade».

Por outro lado, a concretização deste projeto «vai significar a chegada do IPCA ao centro da cidade, assumindo-se, por isso, como uma oportunidade de reforço da ligação afetiva e efetiva entre ambos», refere Maria José Fernandes.

Do ponto de vista do IPCA, a ESD pretende ser «uma referência a nível nacional, e até internacional, na área do Design», recordando a «qualidade do ensino» ali ministrado ao nível das licenciaturas e dos mestrados, e agora, das pós-graduações, bem como os «inúmeros prémios que os alunos formados nesta escola têm conquistado em Portugal e no estrangeiro».

A requalificação do edifício da antiga Escola Gonçalo Pereira, um imóvel construído nos anos 30 do século XX, na Avenida dos Combatentes da Grande Guerra, vai envolver um investimento da Câmara Municipal de Barcelos superior a 1,3 milhões de euros, com um prazo de execução de 365 dias.

Apesar de estar encerrado há já algum tempo, o edifício – constituído por subcave, rés-do-chão e primeiro andar – encontra-se em bom estado de conservação.

 

  • PARTILHAR