×
D-IMO-BANNER.jpg

Barcelos: Escola de Fragoso deu mergulho na "Praia Segura"

Nuno Cerqueira - 22 de abril, 2021

A ação decorreu no âmbito da área disciplinar de Educação Física do Agrupamento Vertical de Escolas de Fragoso, concelho de Barcelos.

A "Praia Segura" entrou na escola e com a colaboração da Associação de Nadadores Salvadores de Viana do Castelo "Coordenada Decimal", de Viana do Castelo, e teve como objetivo sensibilizar os mais novos para comportamentos nas praias, fluviais e marítimas, e como agir em caso de socorro (ver fotogaleria).

Pedro Verne, Pedro Maruga e Luís Felgueiras, foram os oradores da "Coordenada Decimal" e em declarações a este jornal explicaram que a palavra chave de forma a evitar situações que podem mesmo levar a tragédias passa pela "educação não formal" e a  "prevenção".

«Os nadadores salvadores alertaram e elucidaram os alunos dos 2º e 3º ciclos para os perigos e boas práticas em meio aquático e áreas envolventes. A prevenção e o pedido de socorro foram as notas primordiais da ação, sendo a interação entre alunos e nadadores salvadores uma constante», referiu Pedro Verne.

 Este nadador salva-vidas adiantou que o "Praia Segura" é uma ação que é desenvolvida pela "Coordenada Deciamal" desde há três anos.

«Esta é a quarta época. Para nós é importante educar e chegar aos novos. São estes jovens que vão acabar por educar os mais velhos. Nós queremos tentar minimizar os perigos que existem no meio aquático, não só em, praias, mas também em piscinas», apontou.

Os alunos mantiveram-se atentos e participativos e ouviram a equipa da "Coordenada Decima" falar nos perigos de permanência em zonas não vigiadas.

«90% dos afogamentos dão-se em locais fora das zonas vigiadas. Se as pessoas fossem a banhos em locais vigiados, acredito que reduziamos drasticamente os afogamentos. Nestas ações alertamos também para os perigos de rios e barragens, onde há uma elevadas ocorrências mortais, assim como os mergulhos para a água que nos provocam lesões muito graves», destacou Verne.

Como saber atuar quando uma criança está perdida, lidar com picadas e a presença de "caravelas" foram outros dos aspectos abordados na ação "Praia Segura".

«Estamos sempre disponíveis para fazer estas formações noutras escolas. Muitas vezes também as fazemos na praia, aproveitando os ATL. Aí temos ainda outras abordagens a realizar», vaticinou Pedro Verne.

 

  • PARTILHAR