×
D-IMO-BANNER.jpg

BE diz que «Governo vai desassorear a barra de Esposende este ano»

Redação - 5 de fevereiro, 2021

O gabinete do Ministro do Mar, em resposta a uma pergunta entregue pelo Grupo Parlamentar do Bloco de Esquerda, na Assembleia da República, garante que vai proceder ao desassoreamento da barra de Esposende em 2021, sem se comprometer com uma data em concreto.

A intervenção, no valor total de 1,1 milhões de euros, está enquadrada no procedimento lançado pela Direção Geral dos Recursos Naturais “Empreitada de Dragagens de Manutenção dos Portos de Pesca do Norte para o Triénio 2021-2023”, que inclui os portos de Vila Praia de Âncora, Esposende, Póvoa de Varzim e Vila do Conde.

Este é um problema que se arrasta há anos em Esposende e que tem, segundo os bloquistas, «graves consequências para as famílias dependentes das atividades piscatórias para obter o seu sustento. Ainda que não tenha dado uma data concreta, o Governo finalmente diz que vai avançar com as dragagens já este ano».

Os deputados do Bloco eleitos pelo círculo de Braga, José Maria Cardoso e Alexandra Vieira, tinham também questionado o Governo sobre a possibilidade de criação de uma empresa pública de dragagens, uma vez que o Governo vem afirmando a necessidade de celebrar contratos plurianuais para o desassoreamento de portos e barras por todo o país. No entanto, essa opção é excluída pelo executivo de António Costa.

«A dinâmica sedimentar da costa portuguesa faz com que muitos portos e barras fiquem rapidamente assoreados. Se é uma necessidade recorrente, o Estado deve ter os meios ao seu dispor para planear e atuar, evitando sujeitar-se ao mercado que pode ou não ser-lhe favorável», lê-se ainda no comunicado do BE.

 

  • PARTILHAR