Comunistas perguntam: «Onde estavam o PS e o BE quando o PCP lutou?»

AvatarNuno Cerqueira, 14 de novembro, 2020

E24 restinga NC 1

O Partido Comunista Português (PCP) de Esposende veio esta noite a público, em comunicado, questionar as interpelações do PS e BE (o PSD também questionou) a propósito das questões da barra se Esposende, onde recentemente um deputado do BE vem "exigir" que a verba para o melhoramento e desassoreamento da barra de seja disponibilizada com base numa resolução aprovada pela Assembleia da República em 2019.

Resolução essa recomendando ao Governo socialista, afirmando que se «mobilize os recursos financeiros necessários para proceder à execução das medidas necessárias para garantir a melhoria das condições da Barra de Esposende».

Ora, segundo o PCP, tal a recomendação do deputado do BE resulta, «nem mais nem menos, de um projeto de resolução apresentado, precisamente, pelo PCP em 2018».

«Projeto esse, aliás, que refere o facto de já em 2016 termos tomado iniciativa idêntica. Como se isso não bastasse, a proposta de resolução sobre a pesca em Esposende que o BE também apresentou em 2018 nem sequer mencionava a necessidade de proceder à dragagem, muito menos a necessidade de criação de uma empresa
pública de dragagens, como o deputado em causa agora refere, procurando, assim, apropriar-se de mais uma proposta do PCP», afirmam os comunistas em comunicado.

O PCP de Esposende também aponta mira aos socialistas, em quem não acreditam, pois, como referem, «nada fez até agora».

«Mas, também o PS vem agora, primeiro na Assembleia Municipal de Esposende e depois no âmbito da apreciação na especialidade das Propostas de Lei (GOV), reclamar as obras na barra e o desassoreamento do rio e da foz do Cávado. Muito bem, aplaudimos, mas não esquecemos que estas obras dependem do poder central e que o PS governa desde 2015 e tem responsabilidades. Se nada se fez até agora , tudo se deve à falta de vontade política deste governo e de todos os anteriores PS, PSD e CDS-PP. "Vêm as glórias, vão-se as memórias"», atiram os comunistas, liderados em Esposende por Manuel Carvoeiro.

 


Também pode gostar