Esposende: 20 000 euros é o valor concedido pela Câmara de Esposende para a área social e cultural

AvatarRedação , 11 de novembro, 2021

DSC09666.JPG 2021 03 05 190002

Foi aprovado, esta manhã de quinta-feira, após uma reunião do executivo, o montante de 20.512,88 euros para apoios financeiros à área da cultura e social.

Em causa está a atribuição de 18.512,88 euros à ASCRA – Associação Social, Cultural e Recreativa de Apúlia, verba destinada a custear o valor remanescente de candidaturas efetuadas por esta Instituição Particular de Solidariedade Social. Em causa estão candidaturas para a requalificação do espaço destinado ao Centro de Dia, num valor total de 46.391,58 euros, e a aquisição de uma viatura para o Apoio Domiciliário, com um custo de 17.300,01 euros. O Município assegura, assim, o diferencial entre os fundos captados pela instituição e o valor efetivo dos investimentos realizados.

Tendo presente que a situação financeira das organizações de economia social constitui um elemento fundamental e determinante para o seu bom funcionamento, a Câmara Municipal, tendo presente o esforço financeiro que estes investimentos representam para a ASCRA, entendeu conceder este apoio financeiro, contribuindo para que a instituição posa dar continuidade ao trabalho de apoio às famílias e às comunidades na resolução de variadas formas de vulnerabilidades sociais.

Já no âmbito da política cultural do Município, foi aprovado um apoio financeiro de 2 000 euros para XI edição do ET - Encontro de Teatros, que o GATERC - Grupo Amador de Teatro, Esposende - Rio Cávado está a realizar. O apoio do Município é sustentado com o inegável interesse público das atividades e a relevância que trazem para o desenvolvimento cultural do concelho, nomeadamente na promoção do teatro, vertente onde o Município tem vindo a investir, nomeadamente através do Programa CREARTE – Crescimento da Arte Teatral em Esposende.

O Encontro de Teatros 2021 iniciou no dia 30 de outubro, com a apresentação da peça “Anjo”, pelo grupo Angel, tendo sido apresentada, no dia 6 de novembro, a peça “Semente” pelo grupo Ajidanha. Prossegue no próximo sábado, 13 de novembro, com o grupo de teatro Krisálida, que levará à cena a peça “100 C@ras”, encerrando no dia 20 de novembro, com a peça "A vida é curta demais para passar lençóis a ferro", de Sofia Bernardo.

Mais uma vez se realça que as políticas locais que possibilitam a atribuição de apoios às instituições sociais e culturais, as quais têm como fim último promover a melhoria contínua das condições de vida da comunidade, estão também a contribuir decisivamente para a concretização dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da Agenda 2030 das Nações Unidas.


Também pode gostar