Esposende: Bloco de Esquerda quer profunda reforma da política de mobilidade no concelho

AvatarRedação , 15 de julho, 2021

autocarro

«Transportes públicos é onde as pessoas precisam», começa por referir o Bloco de Esquerda (BE) de Esposende, que exige «uma reforma profunda na política de mobilidade do concelho de Esposende».

«Um concelho que não dispõe de linhas de autocarros dedicadas para as suas zonas industriais, entre outros exemplos, é um concelho que obriga os seus cidadãos a viver agarrados ao volante no presente descurando o seu futuro», frisa o BE.

Em nota enviada a este jornal, os bloquistas referem que «muitos esposendenses têm diariamente na A28 e na A11 «o seu trajeto para o local de trabalho, com custos financeiros acrescidos, portagens e combustíveis, e custos ambientais, aumento das emissões de carbono, e a estes o concelho poucas soluções oferece».

«Já que não temos comboio e o metro de superfície não é prioridade do executivo, ligações dedicadas ao Metro do Porto e ao comboio Sub-Urbano serão umas das bandeiras do Bloco de Esquerda Esposende», frisam.


Também pode gostar