Esposende já é o segundo concelho com mais incidência covid no Minho

AvatarFrancisco Xavier, 14 de dezembro, 2020

farol 1

Esposende, Terras de Bouro e Vieira do Minho foram, nos últimos 14 dias, os três concelhos do Minho que tiveram o aumento da taxa de incidência cumulativa de novos casos por 100 mil habitantes.

De acordo com o boletim desta segunda-feira da Direção-Geral da Saúde (DGS), Esposende passou de uma incidência de 1273 para 1346, sendo mesmo no Minho o segundo concelho com maior incidência.

O que significa, e contas feitas a 25 mil habitantes, que Esposende tem nos últimos 14 dias 336 pessoas positivas à covid-19.

O concelho da foz do Cávado é mesmo o décimo no país com maior incidência covid-19 e está entre os 25 municípios que estão num nível extremo.

De resto, Vila Nova de Famalicão, apesar da descida, passa a ser o concelho do Minho com maior incidência 1424.

Barcelos apresenta 1205 de incidência covid-19 e Viana do Castelo apresenta 524 de incidência. 

Segundo a nota metodológica do boletim epidemiológico, a incidência cumulativa a 14 dias de infeção por SARS-CoV-2/ COVID-19 corresponde ao quociente entre o número de novos casos confirmados nos 14 dias anteriores ao momento de análise e a população residente estimada, por concelho, a 31 de dezembro de 2019, pelo Instituto Nacional de Estatística.

 

 

Os casos positivos de covid-19 no concelho de Esposende continuam a subir. Segundo dados revelados hoje pela Direção Geral de Saúde (DGS), numa semana o concelho da foz do Cávado acusou mais 70 casos positivos covid-19.

Esposende está mesmo entre os Municípios do país com maior risco de contágio, ou seja, «extremo», e é o 18º com maior risco de contágio no país.



Atualmente são 318 as pessoas infetadas em Esposende que coloca este município com um índice de 1273 por cada 100 mil habitantes, quando na semana passada era de 995.

A escalada de casos, apesar dos sucessivos apelos dos agentes locais, como o presidente da Câmara de Esposende, tem sido galopante.

Em 15 dias esta localidade passou dos 192 casos ativos para os 318.


Também pode gostar