×
D-IMO-BANNER.jpg

Esposende: Mais de 4500 inoculações contra a covid-19

Redação - 28 de abril, 2021

Desde que se iniciou, a 22 de fevereiro, o Plano de Vacinação para a Covid-19 no concelho de Esposende, foram vacinadas 3 256 pessoas, das quais 1 338 já receberam a segunda dose. Esposende é mesmo um dos concelhos com maior índice de vacinação.

«Facto que nos apraz realçar, o que denota que está a ser desenvolvido um bom trabalho por parte das autoridades de saúde, e demais parceiros envolvidos neste processo», destaca o edil de Esposende, Benjamim Pereira, que frisa ainda que «desde o início da pandemia, o Município não tem poupado esforços para combater e controlar a doença, com vista a garantir o bem-estar e saúde da população, canalizando um conjunto de recursos e meios financeiros para esta causa».

 Entre os vacinados contam-se 327 utentes e profissionais dos lares, 49 bombeiros, 16 elementos da Cruz Vermelha e 9 guardas da GNR, bem como 588 profissionais educativos (docentes e não docentes), que foram inoculados nos passados dia 17 e 18 de abril, na segunda fase de vacinação do pessoal das escolas.

«Nesta fase, encontra-se também em curso a vacinação ao domicílio de todos os idosos que apresentaram dificuldade de deslocação, pela sua condição física ou mental, processo que conta com a colaboração das duas corporações de bombeiros voluntários do concelho (Esposende e Fão) e da delegação da Cruz Vermelha de Marinhas», lê-se na nota de imprensa da autarquia liderada pelo social-democrata Benjamim Pereira.

Nesta próxima fase, está prevista a vacinação de cerca de 24 mil pessoas, a que acrescem as segundas doses das pessoas já vacinadas, esperando-se um fluxo de cerca de 1500 pessoas por semana.

O presidente da Câmara pede ainda para as pessoas não facilitarem.

«Não obstante a situação sanitária estar a começar a ficar mais controlada, todos os cuidados são poucos, pelo que, mais uma vez, apelo ao cuidado e sentido de responsabilidade de todos, para que, em breve, possamos retomar a normalidade das nossas vidas”, refere o autarca, notando que “a vacina ajuda, mas, por si, não basta», pediu Benjamim Pereira.

  • PARTILHAR