Esposende: Município deixa alerta

AvatarRedação , 2 de julho, 2021

incendio bve 4

Tendo iniciado ontem, dia 1 de julho, o período crítico de incêndios florestais, o Município de Esposende veio a público alertar para a necessidade de adotar medidas e ações especiais de prevenção. 

«Estabelecido no âmbito do Sistema Nacional de Defesa da Floresta contra Incêndios, o período crítico vigora até 30 de setembro, podendo a sua duração ser alterada em situações excecionais, por despacho governamental», alude o Município de Esposende.

Sendo assim, e segundo nota de imprensa que chegou a este redação, «por força de circunstâncias meteorológicas excecionais, durante este período, é proibida a realização de queimadas e queimas de sobrantes em todos os espaços rurais».

«De igual modo, não pode ser efetuada a queima de resíduos verdes, sobrantes do jardim, agricultura ou floresta. Os sobrantes devem ser amontoados num local afastado das habitações e, se possível, fazer-se compostagem, podendo ser triturados ou ser utilizados nas camas dos animais, mas nunca eliminados com recurso ao fogo, durante este período. Não é permitido o lançamento de balões com mecha acesa e de foguetes e está também interdito o uso de fogo para fumigação e desinfestação de colmeias, se os fumigadores não estiverem equipados com dispositivos de retenção de faúlhas», descreve o Município de Esposende

Ainda devido ao risco de incêndio, é igualmente proibida a colocação de velas acesas nas alminhas e cruzeiros junto da floresta e, em espaços rurais, não se pode fazer fogueiras para recreio ou lazer, bem como para a confeção de alimentos.

 


Também pode gostar