Esposende: Município quer poupar pelo menos 42 mil euros ano em luz pública

AvatarRedação , 15 de outubro, 2021

0BF1B269 615A 4A31 ADB6 7780127B9F43

A Câmara de Esposende quer, pelo menos, poupar 42 mil euros ano em luz pública. E para tal fez aprovar na última reunião de Câmara um concurso público para estabelecer um contrato
de gestão de eficiência energética nos equipamentos de iluminação pública do concelho.

A medida aprovado por todos os vereadores do executivo, que também levou o "sim" do vereador socialista Luís Peixoto, tem como propósitos a redução dos impactos ambientais associados ao consumo energético e a redução da fatura da iluminação pública.

O edil, Benjamim Pereira, afirma que atualmente o município paga, números redondos, 700 mil euros anuais.

«Ciente do impacto das alterações climáticas, o Município de Esposende, coerentemente com aquelas que têm sido as políticas locais em matéria de preservação ambiental, não ficou alheio à necessidade de implementação de todas as possíveis medidas de boa gestão da componente energética, empenhando-se em prestar o seu contributo para a minimização de emissões de CO2, contribuindo para as metas nacionais e para o cumprimento dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da Agenda 2030 das Nações Unidas», disse Benjamim Pereira.


Também pode gostar