Esposende: Unidade de Saúde de Belinho aguarda por "resiliência" do Governo

AvatarNuno Cerqueira  . 

Belinho Saude

O Partido Comunista Português (PCP), através de Esposende, reivindica a abertura «imediata» da Unidade de Saúde de Belinho, situada no interior da freguesia numa antiga escola primária. Desta forma, esta segunda-feira às 18h00, o PCP vai estar em protesto à porta da unidade, juntamente com a deputada do PCP eleita pelo círculo do Porto, Diana Ferreira, para dar corpo às exigências.

O diretor do ACES Cávado III Barcelos / Esposende, Fernando Ferreira, afirma a este jornal que estão a reunir condições para abrir aquele espaço. Questionado sobe a situação, o edil de Esposende, Benjamim Pereira, aguarda por indicações da autoridade de saúde para abrir o espaço.

Mas vamos por partes. Este jornal esteve à conversa com o dirigente local comunista, Manuel Carvoeiro, que não percebe porque todas as outras unidade da saúde do concelho de Esposende abriram - Forjães, Apúlia, Esposende e Fão - menos a de Belinho, confirmando desta forma uma suspeita antiga, a do encerramento daquela extensão de saúde.

«A mesma reune condições, nomeadamente segurança no contexto de covid-19. As pessoas entram por um lado e saem pelo outro. É uma injustiça para as gentes de Belinho. Estamos a falar de uma população idosa, com carências sociais. Deslocarem-se para a Unidade de Saúde Farol, no centro da cidade de Esposende, acarreta custos», frisa Manuel Carvoeiro, dando como exemplo encargos financeiros com a deslocação e ainda uma população com dificuldades de mobilidade face à idade.

«São pessoas que nos contactam a pedir ajuda para que aquele posto, que existe há muitos anos, abra», frisa Carvoeiro.

Questionado com os problemas de um edifício dos meados do século passado, com problemas térmicos e mal adequado às caraterísticas modernas de um espaço de saúde de atual geração, ora o dirigente do PCP de Esposende diz que a ARS Norte devia ter então dotado o local de melhores de condições.

«Se não há ar condicionada, então o ACES e ARS Norte têm que resolver esses problemas. A população e quem lá trabalha é que não pode ter condições para serem recebidos e prestar cuidados de saúde», respondeu Manuel Carvoeiro, que relata reuniões com o ACES Cávado III de Barcelos/Esposende, mas com temas gerais da saúde dos esposendenses a quando da reabertura dos espaços de saúde do concelho no contexto pandémico.

Entretanto o ACES Cávado III Barcelos / Esposende aponta que a Unidade de Saúde de Belinho tem a USF Farol de Esposende como casa mãe. Enquanto se reune as condições para abrir o espaço - o frigorífico de conservação de vacinas daquele espaço está ao serviço do centro de vacinação covid-19 de Esposende - a USF Farol tem conseguido dar resposta e mantido os valores de atendimento para os pouco mais de 1900 utentes daquela unidade de Belinho.

O responsável do ACES Cávado III Barcelos / Esposende, Fernando Ferreira, refere, contudo, que a unidade de saúde «está nas prioridades do plano de resiliência do Governo» para criar condições de forma a abrir a unidade de saúde de Belinho. Como é sabido, esta unidade de saúde, por exemplo, vive com um dos pisos como sede da Banda de Música de Belinho, situação que pode ser "não ideal" na afirmação do espaço como edificado para a saúde.

Mas para já apenas é certo que a USF Farol vai ser ainda mais reforçada, num investimento que vai rondar cerca de 400 mil euros com a criação de mais uma unidade, ao mesmo tempo que se aguarda que as competências da saúde passem para a esfera da autarquia de Esposende, situação que o edil já afirmou vários vezes que terá que ser acompanhada de envelope financeiro.

Aliás, Benjamim Pereira, sobre esta matéria é claro: «Belinho terá que abrir». 

«Aguardo por indicações dos responsáveis da saúde. Se deve abrir ou não de imediato? Isso não é competência da Câmara, mas sim do ACES e ARS Norte», destaca, afirmando no entanto que foram realizadas «pequenas obras no local» que, dando como exemplo, colocaram o local como ponto de apoio de testes à covid-19.

 

 

 

 


Também pode gostar