×
received_165083675377874.jpeg

Local onde Gabriel foi atropelado mortalmente está há três meses sem luz

Redação - 22 de janeiro, 2021

A junta de freguesia de Arcozelo, em Barcelos, havia alerta no final do ano passado para a falta de luz no local onde Gabriel Silva, natural da Guarda e com 64 anos, foi atropelado mortalmente na passada terça-feira.

O carro colheu mortalmente, o antigo funcionário da Casa São João de Deus, na rua Pedro Álvares Cabral que está sem iluminação há três meses.

Segundo o autarca de Arcozelo, Silva Monteiro, no dia 2 de dezembro alertou a EDP para a falta de iluminação pública no local, mas até hoje nunca obteve qualquer resultado face aos sucessivos alertas.

Também a Câmara de Barcelos foi alertada para a situação que reporta as situação de falhas de iluminações à EDP.

No entanto os processo de arranjo, desde que a EDP tomou conta das avarias, são demorados.

Gabriel Silva acabou por ser vítima de um atropelamento mortal num local onde os peões e automobilistas sentem dificuldades em se verem mutuamente.

Solteiro, sem filhos, vai ser sepultado este sábado na freguesia de Gonçalo Bocas, na Guarda, de onde era natural.

 

  • PARTILHAR