×
D-IMO-BANNER.jpg

Há sete poços sem segurança em Belinho e um matou a Ruth

Nuno Cerqueira - 12 de março, 2021

É um risco iminente e está à vista de todos. Em Belinho, segundo a comissão política distrital do PAN, Pessoas-Animais-Natureza de Braga, existem sete poços a céu aberto na freguesia de Belinho sem qualquer tipo de proteção colocando em causa a segurança. No concelho de Esposende são dezenas os poços que se mantém escondidos e sem proteção.

Vários cidadãos de Belinho queixaram-se, situação que chegou aos ouvidos do PAN que avançou para a Câmara de Esposende no sentido de apurar responsabilidades e ação.

«Os poços encontram-se sem qualquer resguardo ou cobertura, suscetíveis a quedas tanto de pessoas como de animais, tendo recentemente, e ao que se conhece das redes sociais, originado a morte de um animal doméstico, que terá sido encontrado dentro de um dos poços», refere o porta voz do PAN, Rafael Pinto.

Este partido questionou a autarquia sobre «a origem e finalidade destes poços, bem como as diligências que a autarquia pretende tomar para assegurar as condições de segurança no local».

«Esta é uma situação alarmante que coloca pessoas e animais em risco de vida», frisa Rafael Pinto acrescentando que  «é incompreensível como este perigo tem sido ignorado pelos responsáveis».

«Lamentamos a morte da Ruth, a cadela que foi encontrada num destes poços já sem vida. Exige-se uma ação célere, por parte das entidades competentes, por forma a evitar desfechos trágicos semelhantes», vaticina Rafael Pinto.

Este jornal já abordou a autarquia no sentido de perceber que diligências estão a ser realizadas e aguarda resposta.

  • PARTILHAR