Oeste: Nazaré apela à alteração das medidas para o comércio a retalho não alimentar

AvatarRedação , 17 de julho, 2021

nazare camara

O Município da Nazaré apelou, esta quarta-feira, por carta, ao Primeiro-Ministro, à reapreciação da decisão de encerramento dos estabelecimentos de comércio a retalho de natureza não alimentar às 15h30 ao fim-de-semana e feriados.

“A restrição de horários atualmente vigente para essas atividades não se compadece com a clara necessidade de recuperação económica de quem vive desse negócio. Acresce que todas as medidas de segurança e prevenção de contágio são adotadas, designadamente, as indicadas pela DGS (obrigatoriedade de utilização de máscara, a lotação reduzida de pessoas no interior do estabelecimento, a higienização constante das mãos), o que faz com que exista um controlo efetivo sobre os utentes destes estabelecimentos, que lhes permitiria ter um horário igual ao do retalho alimentar”, escreveu Walter Chicharro na carta endereçada ao chefe do Governo.

Em comunicado, a autarquia dá conta que no documento, o presidente da Câmara da Nazaré refere-se ao anseio geral “pelo retomar da economia e pelo regresso de todos os cidadãos à normalidade da sua vida quotidiana”, e salienta as “sérias dificuldades que a população, em geral, e alguns setores da economia, em particular, têm vivenciado”.

"A formalização do apelo é o culminar de contactos informais que ocorreram entre o presidente da Câmara Municipal, Walter Chicharro, e o Primeiro-Ministro, ao longo dos últimos dias", sublinha a mesma fonte.


Também pode gostar