Ciclismo: Há mais um barcelense vice-campeão da Europa

AvatarRedação , 5 de outubro, 2021

Captura de ecra 2021 10 05 as 20.21.12

O ciclista de Barcelos, João Matias, sagrou-se hoje vice-campeão da Europa em ciclismo de pista e disse que está «feliz». com o título "de eliminação" no primeiro dia dos Europeus que decorrem em Grenchen, Suíça.

“Subir ao pódio com a medalha de prata é uma sensação indescritível, que nunca vou esquecer. Cheguei a este resultado com 30 anos e senti-me mais fresco que nunca”, atirou, citado pela Federação Portuguesa de Ciclismo.

Na prova que vai retirando da corrida o último a cruzar a meta de duas em duas voltas, o português só foi superado pelo russo Sergei Rostovtsev, no 'sprint' final, enquanto o francês Thomas Boudat ficou com o bronze.

Matias conquistou o primeiro ‘metal’ para Portugal logo ao primeiro dia no Velódromo Tissot, numa jornada em que a estreante Daniela Campos foi 18.ª, de 19 participantes, na prova de scratch.

Segundo o corredor, “esta conquista a nível individual é muito importante”. “Sinto que consegui provar a mim próprio que consigo estar na frente e andar ao mais alto nível, com os melhores”, declarou.

Analisando a corrida em si, lembrou a fase “muito movimentada” a começar, mas assumiu ter-se sentido “sempre bem” e que, no final, decidiu “arrancar para garantir o pódio”, quando só havia quatro ciclistas em prova.

A terminar, dedicou a medalha à família e aos colegas de seleção, mas “em especial ao selecionador nacional, que sempre acreditou”.

O técnico Gabriel Mendes estava igualmente feliz com a conquista do pupilo, um “atleta que trabalha há muitos anos com a seleção de pista e que muito tem contribuído para o desenvolvimento desta disciplina”.

“É uma alegria enorme ver o João ganhar esta medalha. [...] Durante a prova procurou sempre conservar energia e sair das situações de risco que iam surgindo. Tinha muita confiança para esta corrida e ele merece muito esta medalha”, descreveu.

O ciclista do Louletano-Loulé Concelho sucede assim a Iúri Leitão, que no ano passado também se sagrou vice-campeão europeu de eliminação.

Somou a primeira medalha em Europeus para si, e para Portugal em Grenchen, ao primeiro dia, com a seleção nacional representada por um total de cinco ciclistas, na senda de seis medalhas em 2020.

O selecionador avaliou ainda a estreia de Daniela Campos em Europeus de elite, com um 18.º lugar no scratch, mostrando-se “satisfeito com a atitude e com a corrida que fez”, que foi “sempre equilibrada” e na qual o resultado, como já tinha dito, era secundário à acumulação de experiência ao mais alto nível para a jovem.

Na quarta-feira, entram em ação a olímpica Maria Martins, na prova de eliminação feminina, e Iúri Leitão, na corrida por pontos, no regresso ao campeonato da Europa para o campeão europeu do scratch, ‘vice’ em eliminação e bronze no omnium.

 


Também pode gostar