Futebol: Bolas paradas acabam por se tornar fatais para o Forjães

AvatarPedro Gomes , 1 de novembro, 2021

Forjaes v2

As bolas paradas têm um papel cada vez mais fundamental no futebol atual e o Merelinense que o diga. O Forjães até começou a vencer, mas acabou por ceder a derrota já em cima do minuto 90 (1x2). 

Como se costuma dizer na gíria futebolística: equipa que ganha, não mexe. E Carlos Viana, técnico do Forjães, obedeceu a esta velha máxima e não efetou qualquer alteração em relação ao jogo anterior (vitória por 0x3 no terreno do União da Madeira). 

Na primeira parte, os golos não apareceram e ficaram reservados para o segundo tempo. E aos 54' minutos, Guerra, o goleador de serviço, acabaria por abrir o ativo a favor da equipa da casa. Foi o 7º golo do número nove do Forjães que é, atualmente, o melhor marcador do Campeonato Portugal. Contudo, a resposta do Merelinense não tardaria e, passados apenas cinco minutos, através de um pontapé de canto, o central Pedro Eira subiu mais alto que toda a gente e restabeleceu o empate. 

A igualdade manteve-se até bem perto do apito final, mas seria novamente através de uma bola parada que o Merelinense acabaria por marcar. Desta vez, foi o outro central a fazer o gosto ao pé. Após um pontapé livre para o interior da área do Forjães, João Paulo aproveitou a recarga e colocou o Merelinense a vencer, aos 89´minutos. 

O Merelinense conquistava assim três pontos preciosos fora de casa, isolando-se no 8º lugar com sete pontos, ficando atrás do Forjães, atual 7º classificado, com apenas mais um ponto. 


Também pode gostar