▶️ Futebol: «Galo "cantou" durante a semana e desilude na última jornada»

AvatarFrancisco Xavier, 16 de maio, 2022

281252986 10158735826892643 1839479599455908508 n

O Gil Vicente FC perdeu na última jornada da Liga Portugal Bwin por cinco bolas a zero frente ao Vitória SC.

Após uma semana de festa em Barcelos pela conquista histórica de um lugar europeu da equipa barcelense e com o quinto lugar assegurado histórica às competições a equipa barcelense deslocava-se ao Estádio D. Afonso Henriques com a ambição de conseguir mais uma vitória para atingir mais um feito histórico a nível pontual.

A jogar num estádio despido de público devido ao castigo aplicado à equipa vitoriana com um jogo à porta fechada, fazendo lembrar um jogo treino em que só se fazia ouvir as indicações dos treinadores e talvez por isso a equipa gilista tivesse entrado em campo em modo "treino" e relaxada.

Decorria o minuto 20´quando Estupiñán abria o marcador, cruzamento da direita e o ponta de lança de cabeça a fazer o golo, com o golo marcado a equipa vitoriana cresceu na partida tendo tido a posse de bola até final da primeira parte.

A segunda parte começou mal para a equipa gilista que viria a sofrer o segundo aos 51´m por Rúben Lameiras com um remate cruzada, a bola ainda sofreu um desvio em Lucas Cunha que fez mudar a trajetória da bola enganando assim o guardião Andriew.

Com dois golos de desvantagem, a formação de Barcelos começou a explorar as alas, principalmente a direita, para ameaçar a baliza de Bruno Varela, algo que fez aos minutos 66, quando Samuel Lino falhou o desvio por centímetros, e 77, quando o guarda-redes vitoriano negou o golo a Antoine Léautey.

Contudo o pesadelo para a equipa gilista viria a começar aos 83´m quando Janvier fez o terceiro, um belo golo, com a bola a entrar no ângulo inferior direito, o quarto golo surgiu um minuto depois aos 84´m através de Quaresma, o extremo a ter só que encostar após jogada coletiva da equipa vitoriana, a equipa barcelense já se preparava para regressar a casa no seu autocarro "novo" quando sofreu  o quinto e último golo da partida viria a ser marcado ao minuto 90´ por Bruno Duarte.

 


Também pode gostar