Oeste: João Almeida 13.º na prova de fundo dos Jogos Olímpicos

AvatarJoão Polónia, 24 de julho, 2021

6D1A9B7B B8F2 4CD3 AC15 E25017E6A6EC

O caldense João Almeida foi hoje o 13.º classificado na prova de fundo dos Jogos Olímpicos Tóquio 2020, uma corrida de 234 quilómetros, ganha pelo equatoriano Richard Carapaz.

Para a Federação Portuguesa de Ciclismo (FPC), a prova disputada de forma “muito cerebral”, premiou os corredores e as seleções que fizeram “uma melhor gestão tática em detrimento daqueles que se mostraram mais voluntariosos”.

Natural de A-dos-Francos, no concelho das Caldas da Rainha, o jovem atleta apresentou-se com top 15 na primeira partida, sublinhando um balanço positivo da sua estreia na competição.

“Tive boas sensações e força, mas notou-se a falta de ritmo. Logo no início estive um pouco bloqueado, mas notou-se mais com o avançar da prova e com o acumular dos quilómetros”, afirma João Almeida, num nota publicada nas redes sociais da FPC.

O ciclista agradece a Nelson Oliveira pelo apoio e ajuda na “hidratação, colocação e força anímica”.

“Agora, há que recuperar para dar tudo no contrarrelógio", aponta o jovem das Caldas da Rainha.

João Almeida chegou integrado no segundo grupo mais numeroso, estreando-se nos Jogos Olímpicos com a 13.ª posição na prova de fundo, a 3m38s. Depois de cumprida a missão laboriosa, Nelson Oliveira terminou no 41.º lugar, a 10m12s.


Também pode gostar