Covid: Esposende desce 234 casos. Viana e Barcelos sobem mais de 300

AvatarNuno Cerqueira, 1 de fevereiro, 2021

hospital braga 49 scaled

O concelho de Esposende já não lidera o índice covid-19 por 100 mil habitantes no distrito de Braga, mas continua em risco extremo de contágio com um índice de 1671 casos, menos 234 em comparação coma semana passada, adiantou hoje a DGS através do boletim epidemiológico.

Já o concelho de Barcelos o índice continua a subir com mais 390 casos, passando agora para os 2015 casos, o segundo concelho com mais casos no distrito de Braga a seguir a Vieira do Minho.

Já o concelho de Viana do Castelo, que na semana passada entrou nos concelhos de risco extremo de contágio, continua a subir o número de casos, estando agora com 1567 casos, mais 302 em comparação com a semana passada.

O distrito de Viana está a sofrer uma aumento de casos fora do comum, tendo mesmo quatro concelhos acima dos três mil casos: Melgaço (3262), Paredes de Coura (3234), Caminha (3015) e Ponte da Barca (3077).

No distrito de Braga, as taxas de incidência por concelho são as seguintes: Vieira do Minho (2044), Barcelos (2015), Celorico de Basto (1843), Vila Verde (1.850), Póvoa de Lanhoso (1828), Esposende (1671), Famalicão (1658), Guimarães (1650), Fafe (1361), Braga (1350), Cabeceiras de Basto (1.293) , Terras de Bouro (1289), Amares (1164) e Vizela (1.168).

No distrito de Viana do Castelo: Melgaço (3262), Paredes de Coura (3234), Caminha (3105), Ponte da Barca (3077), Arcos de Valdevez (2953), Ponte de Lima (2345), Cerveira (1998), Valença (1806), Viana do Castelo (1567) e Monção (1.556).

Segundo a nota metodológica do boletim epidemiológico, a incidência cumulativa a 14 dias de infeção por SARS-CoV-2/ COVID-19 corresponde ao quociente entre o número de novos casos confirmados nos 14 dias anteriores ao momento de análise e a população residente estimada, por concelho, a 31 de dezembro de 2019, pelo Instituto Nacional de Estatística, IP, expressa em número de casos por 100.000 habitantes.

Portugal registou hoje 275 mortes relacionadas com a covid-19 e 5.805 casos de infeção com o novo coronavirus, segundo a Direção-Geral da Saúde (DGS).

O boletim da DGS revela também que estão internadas 6.869 pessoas, mais 175 do que no domingo, das quais 865 em unidades de cuidados intensivos, ou seja, mais sete, valores que representam um novo máximo da fase pandémica.


Também pode gostar