×
D-IMO-BANNER.jpg

Viana: Assembleia Geral da "Atlantic Cities" será na foz do Lima

Nuno Cerqueira - 4 de maio, 2021

A cidade de Viana do Castelo foi escolhida para acolher a próxima reunião da Assembleia Geral da Atlantic Cities, no próximo dia 5 de julho. A deliberação foi tomada hoje, numa reunião que aconteceu através dos meios digitais e que aprovou também o apoio das cidades atlânticas à candidatura de Viana do Castelo a Capital Europeia da Cultura em 2027.

A reunião aprovou ainda a "Declaração da Atlantic Cities" para o reconhecimento e consideração do estatuto transfronteiriço das cidades atlânticas.

«Cconsiderando os laços históricos, comerciais e culturais que existem entre os territórios atlânticos, os desafios comuns enfrentados por esses territórios, apesar das fronteiras administrativas e estatais, o novo regulamento do FEDER, a Declaração Final da Atlantic Cities 2020 e a Carta Aberta da Atlantic Cities à Presidência Portuguesa da União Europeia, o comité aprovou enviar um pedido à Presidência Portuguesa, ao Parlamento Europeu, à Comissão Europeia e ao Comité das Regiões para “reconhecer a importância das fronteiras marítimas atlânticas como vetores de ligação e interfaces de cooperação para as cidades atlânticas», lê-se na nota à imprensa.

A este "consórcio de cidades" quer ainda que sejam consideradas as redes urbanas atlânticas «como instrumentos fundamentais de cooperação, de diálogo e de crescimento» e que este pedido seja levado em conta «em futuros programas de cooperação territorial INTERREG, que permitirão ligar estas fronteiras através das sinergias que elas criam entre territórios, em iniciativas de recuperação, incluindo a reserva de ajuste ao Brexit, no plano de ação da Estratégia Marinha Atlântica».

«As Cidades Atlânticas pedem ainda que seja considerada a oportunidade de criar uma macrorregião atlântica que permitirá ultrapassar estas fronteiras através da realização de projetos de grande escala que tratem de questões transfronteiriças como o meio ambiente, a pesca e a mobilidade», vaticina do documento, assinado por José Maria Costa, edil vianense que também é presidente da Rede das Cidades do Arco Atlântico, agora Cidades Atlânticas, entidade que foi criada em 2000 e que representa mais de 200 autoridades locais da costa atlântica europeia que se relacionam, diretamente, com as diversas instituições comunitárias, para a afetação de fundos estruturais da Comissão Europeia, do grupo URBAN do Parlamento Europeu e do Programa INTERREG Espaço Atlântico.

  • PARTILHAR