Viana: Autarquias e unidade de saúde do Alto Minho identificam necessidades do setor

AvatarRedação , 7 de dezembro, 2021

urgencia hospital viana 23

A Comunidade Intermunicipal e a Unidade Local de Saúde do Alto Minho (ULSAM) vão identificar as necessidades em cuidados de saúde primários da região para candidatar a sua execução ao Plano de Recuperação e Resiliência (PRR), foi hoje divulgado.

Em comunicado hoje enviado às redações, a Comunidade Intermunicipal (CIM) do Alto Minho, estrutura que agrega os 10 concelhos do distrito de Viana do Castelo, referiu que o trabalho de levantamento das necessidades vai ser realizado em “conjunto” com a ULSAM, e que “deverá estar concluído no primeiro trimestre de 2022”.

A decisão foi tomada na segunda-feira, numa reunião que sentou à mesma mesa o presidente e vice-presidentes da CIM do Alto Minho e o conselho de administração da ULSAM.

O encontro serviu para “avaliar as necessidades de investimento no Alto Minho, ao nível de cuidados de saúde primários, e o seu eventual enquadramento no Plano de Recuperação e Resiliência (PRR) português”.

O presidente da CIM do Alto Minho e autarca de Melgaço, Manoel Batista, e os dois vice-presidentes, Vasco Ferraz e Augusto Marinho, respetivamente autarcas de Ponte de Lima e Ponte da Barca, citados na nota consideram ser “fundamental a identificação desses investimentos para que, de forma articulada, se possa avançar com projetos de elevada maturidade técnica e financeira”.

Segundo os autarcas, as “principais metas” previstas pelo Governo no PPR para a área da “reforma dos cuidados de saúde primários” estão “muito alinhadas com os investimentos pré-identificados e discutidos na reunião”, realizada no hospital de Santa Luzia, em Viana do Castelo.

Na próxima segunda-feira, em Ponte de Lima, sede da CIM do Alto Minho, em reunião do Conselho Intermunicipal “será afinada entre a equipa da administração da ULSAM e os 10 presidentes de câmara do distrito de Viana do Castelo os termos de estruturação destas propostas de investimento que visam reforçar a capacidade do Serviço Nacional de Saúde (SNS) à escala sub-regional e local”.

De acordo com a CIM do Alto Minho, os fundos do PRR para a reforma dos cuidados de saúde primários, na área dos cuidados de saúde primários, ascende a 466 milhões de euros.

A ULSAM é constituída por dois hospitais: o de Santa Luzia, em Viana do Castelo, e o Conde de Bertiandos, em Ponte de Lima.

Integra ainda 12 centros de saúde, uma unidade de saúde pública e duas de convalescença, e serve uma população residente de 231.488 habitantes nos dez concelhos do distrito de Viana do Castelo e algumas populações vizinhas do distrito de Braga.

 


Também pode gostar