Viana: IPVC evocou memória de dois professores falecidos nos 41 anos da instituição

AvatarRedação , 10 de novembro, 2021

Captura de ecra 2021 11 10 as 11.14.13

O 41.º aniversário da Escola Superior de Educação (ESE) do Instituto Politécnico de Viana do Castelo (IPVC) ficou marcado pelas homenagens aos professores Luís Mourão e Francisco Trabulo. Na sessão solene, o presidente do Politécnico de Viana do Castelo, Carlos Rodrigues, destacou o trabalho, a dedicação e o empenho dos dois professores, que faleceram recentemente.

Na cerimónia, que decorreu na Biblioteca da escola, que recebeu o nome de Luís Mourão, o presidente do Politécnico de Viana do Castelo começou por evidenciar o “trabalho de excelência da ESE-IPVC e que é reconhecido pela sociedade”. O “esforço de toda a comunidade académica” que permitiu mitigar as consequências da pandemia também mereceu destaque por parte do presidente.

Carlos Rodrigues engrandeceu ainda o gesto de Luís Mourão, “um homem bom, sábio e dedicado à escola e à academia”, que doou a sua biblioteca à ESE-IPVC. Francisco Trabulo, que faleceu há duas semanas, também foi recordado por Carlos Rodrigues.

Ainda na sessão solene, o diretor da ESE-IPVC, César Sá, aproveitou para evidenciar “o simbolismo” desta cerimónia.

“Há dois anos prometemos fazer uma homenagem ao professor Luís Mourão que nos tinha deixado uns meses antes. Entretanto, veio a pandemia e só hoje cumprimos a justa e mais que merecida homenagem, duas semanas depois da perda inesperada do nosso Francisco Trabulo”, lamentou o diretor da ESE-IPVC, evidenciando o quanto os dois professores “potenciaram a geração que criou e fez crescer a escola”.

Ficou a promessa de “logo que seja possível” se fazer a homenagem que Francisco Trabulo “merece”. Entretanto, “inspirados pelo professor”, que faleceu há duas semanas, um aluno e um ex-aluno ofereceram à ESE-IPVC dois quadros pintados com o retrato de Francisco Trabulo.

Para o vice-presidente da Câmara Municipal de Viana do Castelo, Manuel Vitorino, o aniversário da ESE-IPVC é “tempo de festa”, mas é também “tempo de celebração da memória, contribuindo para afirmar a identidade coletiva”.

Já a presidente da Associação de Estudantes da ESE-IPVC, Liliana Francisco, destacou “o notável prestígio e a capacidade académica” da escola, realçando a relação de proximidade entre professores e alunos. Em relação aos professores Luís Mourão e Francisco Trabulo, a presidente da associação confirmou que “não deixavam ninguém indiferentes”, admitindo que a “escola ficou mais pobre, mas com a memória e o exemplo” dos dois professores.

 


Também pode gostar